FILIPE DUARTE SANTOS
PROFESSOR DOUTOR / PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL
AMBIENTE E DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

    Filipe Duarte Santos nasceu em Lisboa, é atualmente professor catedrático jubilado da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, regendo disciplinas nas áreas das Ciências do Ambiente e Alterações Climáticas.
    É Presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável, funções para as quais foi designado por Resolução do Conselho de Ministros, a 9 de Março de 2017.
    É Coordenador do Painel Científico da ENAAC 2020 (Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas), desde dezembro de 2017.
    É Professor visitante em várias Universidades dos EUA e da Europa. É diretor do Programa Doutoral em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, iniciado no ano letivo de 2009/2010, que envolve as duas universidades públicas de Lisboa, Universidade de Lisboa e Universidade Nova de Lisboa e a Universidade de East Anglia, Reino Unido.
    Foi Vice-Presidente da “Comissão das Nações Unidas para o Uso Pacífico do Espaço Exterior” e exerceu as funções de Gestor da Área 4 (Desenvolvimento Sustentável, Alterações Globais e Ecossistemas) do Programa CYTED (Programa Ibero-americano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento) de 2007 a 2011. Foi Review Editor do 5o Relatório de Avaliação do IPCC (Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas) das Nações Unidas, publicado em 2015.
    É membro efetivo da Academia das Ciências de Lisboa.

    É membro do Painel para o Ambiente do EASAC (European Academies Science Advisory Board).
    É membro do Observatório Técnico Independente para Análise, Acompanhamento e Avaliação dos Incêndios Florestais e Rurais que ocorram no Território Nacional, criado pela Lei n.o 56/2018, de 20 de agosto.
   Exerce a sua atividade de investigação no grupo de investigação CCIAM (Climate Change Impacts, Adaptation and Modelling) do centro de investigação CE3C da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.
    Tem mais de 150 trabalhos científicos publicados em revistas com sistema de arbitragem e vários livros.
    Tem contribuído ativamente para a divulgação da ciência nos meios de comunicação social ao longo da sua carreira.